A BARONESA DESCALÇA - CHIARA CIODAROT

Resultado de imagem para A BARONESA DESCALÇA - CHIARA CIODAROT


Primeiro livro da série Clube dos Devassos, A Baronesa Descalça da autora brasileira Chiara Ciodarot, se passa no Vale do Paraíba em 1872, maior polo cafeeiro do século XIX. Com teor histórico, mistério e sensualidade a obra tem como personagem principal a bela Amaia Carvalho, que adora a vida social, frequentando bailes e saraus, sendo coquete com os solteiros e defendendo a abolição. Sua vida é completamente alterada ao perder seus pais em um acidente e herdar uma fazenda endividada e tendo como uma das cláusulas do testamento o impedimento de alforriar os escravos. A única solução encontrada é se casar, mesmo que o pretendente não seja rico, pois o valor do dote pode tirar a fazenda da falência. Eduardo Montenegro tem tudo o que as moçoilas casadoras procuram: rico, inteligente, misterioso, lindo e sexy. Porém, como fundador do Clube dos Devassos, não pretende se casar. Ao conhecer Amaia, Montenegro só pensa em levá-la para cama, e ela tenta de todas as formas manter sua integridade física e emocional e salvar a fazenda e os escravos. Quem irá sucumbir primeiro?

Nosso destino turístico dessa vez é Vassouras, importante cidade do Vale Paraíba e onde se localiza a fazenda da Amaia e Montenegro.



VASSOURAS

Resultado de imagem para vassouras cidade


A região do vale do rio Paraíba passa por grande desenvolvimento econômico no início do século XIX com a migração em massa de mineiros causado pelo esgotamento do ouro em Minas Gerais. Local de mata virgens e ocupada por tribos de índios Coroados, a região passa a ser colonizada com plantações, inicialmente por cana-de-açucar e posteriormente pelo café, que começa a despertar interesse no mercado internacional, aumentando a demanda. E assim, a província do Rio de Janeiro passa a ser o primeiro grande exportador internacional do café.

Vassouras, de arraial a vila, torna-se cidade em 29 de setembro de 1857 com aproximadamente 3.500 moradores na área urbana. E ainda na decada de 1850, em seu apogeu, fica conhecida como a "Princesinha do café", por ostentar o título de "maior produtora de café do mundo". Foram construídos palacetes, casarios, hotéis, teatro, joalheria e importantes estabelecimentos de ensino, frequentados por moradores e forasteiros. Os cafeicultores, educam-se e passam a socializar. Suas fazendas são reformadas e ampliadas para atenderem as necessidade e receberem hóspedes ilustres da corte.

Em Vassouras viviam 25 barões e por isso ficou conhecida como "Cidade dos Barões", além de também viverem na região 7 viscondes, 1 viscondessa, 1 condessa e 2 marqueses.

O mau uso e a superexploração do solo levaram ao enfraquecimento, declinando com a produção do café em toda região e na década de 1890 muitas fazendas hipotecadas são perdidas para o Banco do Brasil. Os que não perderam suas propriedades passaram a se dedicar a pecuária leiteira.

Atualmente Vassouras é reconhecido nacionalmente como um centro educacional, e algumas escolas destacam-se pela qualidade de ensino. A Universidade oferece 26 cursos na área de graduação, entre eles: medicina, odontologia e engenharia. 

Vassouras guarda as lembranças do próspero período nas fachadas dos imóveis e seu conjunto histórico urbanístico e paisagístico foi protegido por um tombamento pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN. Em 24 de dezembro de 1984 foi declarada "Estância Turística".


  • Pontos Turísticos

> Praça Barão de Campo Belo
Resultado de imagem para Praça Barão de Campo Belo
Localizada no centro histórico de Vassouras, foi construída a pedido do Barão de Campo Belo e faz parte do conjunto arquitetônico do IPHAN. É rodeado por palmeiras imperiais pela extensão de gramado verde. No centro há um chafariz monumental datado de 1846 que servia como fonte de água para a Vila de Vassouras. 
Endereço: R. Barão de Vassouras - Centro



>Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição 
Resultado de imagem para Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição vassouras - rj
Localizada no alto da colina da praça Barão de Campo Belo, no centro histórico de Vassouras, inicialmente foi uma capela, erguida em 1828 pelo Barão de Ayuruoca. Em 1838 sofreu várias modificações com a construção do corpo da igreja, das duas torres, dos consistórios e da sacristia. 


Imagem relacionada

A igreja abriga um pelo painel que contorna a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Em seu interior também há quatro altares laterais, coro e batistério. 
Endereço: R. Barão de Tinguá, 173-205 - Centro

>Museu Casa da Hera
Resultado de imagem para Museu Casa da Hera
Foi residência da família do comissário de café Joaquim José Teixeira Leite, uma das mais importantes no século XIX e a Casa da Hera é o símbolo de uma época dourada no Vale do Café e considerada o melhor exemplo de habitação urbana de uma família rica desse período. É a única residência da região que mantém o mesmo mobiliário e tratamento original no seu interior. Foi tombada em 1952 como patrimônio histórico nacional.


Resultado de imagem para Museu Casa da Hera

A Casa da Hera ganhou maior notoriedade por causa da sua última proprietária, Eufrásia Teixeira Leite. Liberal e independente, era considerada uma mulher à frente de seu tempo. Foi morar em Paris após a morte dos pais em 1870, namorou Joaquim Nabuco e tornou-se a mulher brasileira mais rica de seu tempo, adentrando no mundo dos negócios, ambiente totalmente dominado por homens. 

E por falar em Eufrásia, o Mara Palace Hotel, no Centro, realiza o Chá com Eufrásia, que é aberto ao público. O salão é ambientado ao estilo belle epoque para acompanhar as delícias do cardápio, regado a rabanadas e brioches. Eufrásia, interpretada por uma atriz, é a anfitriã da experiência, que conta sua história em versos de cordel.


Resultado de imagem para chá com eufrásia no mara palace hotel
Resultado de imagem para chá com eufrásia no mara palace hotel

O museu fica aberto de terça a sexta-feira das 10 às 17h e sábados, domingos e feriados das 13 às 17h. 
Endereço: R. Dr. Fernandes Junior, 160 - Centro

> Cemitério Nossa Senhora Conceição
Resultado de imagem para Cemitério Nossa Senhora Conceição em vassouras
Construído em 1846, nele foram sepultados importantes personagens da história de Vassouras. Destaque para os mausoléus da família Corrêa e Castro e do Barão de Itambé, onde encontra-se enterrada Eufrásia Teixeira Leite.

Também foi sepultado nesse cemitério o Monsenhor Rios, figura muito querida ao qual foram atribuídos vários milagres e graças, e curiosamente, na época de finados nasce em seu tumulo uma flor vermelha escura que solta um cheiro forte de carniça, chamada de “Flor de Carne”.


Imagem relacionada
Flor de Carne



> Palacete Barão de Itambé
Imagem relacionada
Construído em 1849 por Joaquim José Botelho e adquirido por Francisco José Teixeira, o Barão de Itambé. A suntuosa construção, coberta com telhas de canal e portas ricamente desenhadas, ostenta em seu frontão um grifo de louça e diversas gárgulas.
Endereço: R. Custódio Guimarães, 65 - Centro


> Palacete Barão de Ribeirão
Atualmente é a sede do IPHAN, mas foi a antiga residência do Barão de Ribeirão e foi deixada de herança para o Visconde de Cananéia, que teve como hóspede o Conde D'EU. Posteriormente a casa foi transformada em Hotel e hospedou a princesa Isabel. Também serviu de Fórum, Cadeia Pública e ainda abrigou setores da administração pública municipal.
Endereço: rua Barão de Vassouras

> Casa de Cultura
Resultado de imagem para Casa de Cultura de vassouras
Construído por volta de 1845 o prédio foi a residência inicial de José Francisco José Maria de Assis que o vendeu em 1849 para o genro do Barão de Itambé. Após seu falecimento, em 1871, o prédio foi transformado em sede de clubes e colégios até ser recuperado pela Prefeitura Municipal de Vassouras que criou a Casa De Cultura para abrigar manifestações dos diversos segmentos culturais, a Biblioteca Mauricio de Lacerda e o Arquivo Público Municipal, hoje em poder do IPHAN.
Endereço: R. Custódio Guimarães, 65 - Centro


> Câmara Municipal de Vassouras
Resultado de imagem para Camara Municipal de Vassouras
Em 1850 foi projetada para estar a altura da importância da cidade. Abrigou o poder executivo e legislativo, o judiciário e a cadeia publica cujas grades ainda permanecem na fachada posterior. E foi o único prédio de Vassouras construído com a finalidade público e suas colunas de pedra foram apadrinhadas por ilustres da época.
Endereço: Rua Barão de Capivari, 20 – Centro

> Antiga Estação Ferroviária
Resultado de imagem para estação ferroviaria de vassouras
Inaugurada em 1875, a Estação Carril Vassourense ligava Vassouras a Rio da Mortes por meio de bondes puxados a lombo de burro para encontrar as composições da Estrada de Ferro D. Pedro II. A construção adquiriu a atual aparência numa reforma em 1914 e o último trem que por ali passou foi em 1970. Atualmente é sede do Centro de Atendimento e Apoio ao Turista e o Memorial do Trem.

> Memorial do Trem
Resultado de imagem para estação ferroviaria de vassouras
Foi inaugurado em maio de 2014 em comemoração aos 100 anos da Estação Ferroviária. No espaço estão expostas peças e fotos que fizeram parte da história da ferrovia.

> Locomotiva
Resultado de imagem para locomotiva baldwin de vassouras
Através de uma parceria entre PMV, DNIT, IPHAN e FUSVE o Memorial do Trem recebeu uma valiosa peça para compor seu acervo: a Locomotiva Baldwin de 1889, último exemplar remanescente que circulou pela Estrada de Ferro D. Pedro II. A locomotiva pode ser visitada no Pátio da Estação.

> Trem do Barão
Resultado de imagem para estação ferroviaria de vassouras
Em sua viagem o trenzinho passa pelo Centro Histórico e os principais prédios e casarões pelo caminho. O Trem do Barão tem seu ponto de partida na Antiga Estação aos sábados, domingos e feriados com duração do passeio de 30 minutos.

> Memorial Manuel Congo

Resultado de imagem para Memorial Manoel Congo vassouras

Localizado a 100 metros do centro histórico de Vassouras, no antigo Largo da Forca, era onde ficava o pelourinho da cidade. Os negros condenados saiam da antiga casa da Câmara e Cadeia, contornavam a Praça Barão de Campo Belo e seguiam até ali, num trajeto chamado "Caminho da Morte". Este foi o destino de Manoel Congo, que foi líder de um importante e significativo movimento de insurreição que envolveu mais 300 escravos, e na tentativa de formação de quilombo para escravos fugidos das fazendas. No local de sua morte foi edificado o memorial, eternizando sua luta pela liberdade.

Endereço: R. Manoel Rodrigues da Silva, 172



> Observatório Magnético de Vassouras

Resultado de imagem para observatório magnético de vassouras

O Observatório Magnético de Vassouras é uma unidade do Observatório Nacional destinada ao estudo do Campo Magnético da Terra. Ali fazem medidas no campo terrestre, entre outros estudos fundamentais para se entender a estrutura do nosso planeta.
O Centro de Visistantes pode ser visitado gratuitamente as quinta-feiras das 10h as 16h.



> Parque Estadual Serra da Concordia


Resultado de imagem para Parque Estadual Serra Concordia

O parque tem como objetivo aumentar a preservação da fauna e flora nativa da região do Médio Paraíba, garantir maior segurança hídrica para o território fluminense e promover a conservação de importantes fragmentos de Mata Atlântica.

Endereço: Barão de Juparana RJ-115 a 10km de Vassouras no trevo da Embrapa

O Parque tem as seguintes atrações:

1) Mirante Serra da Concórdia
Distância aproximada da entrada: 280m
Tempo médio de subida: 10m
Altitude: 366m
Tem uma bela vista para a face sul da Serra da Concórdia. Também é possível avistar o Morro do Cruzeiro, o Palacete que pertenceu a Princesa Isabel e o histórico casarão da Fazenda Santa Mônica (Embrapa), em que viveu o Duque de Caxias. 

2) Mirante Rosa dos Ventos
Distância aproximada da entrada: 1,04km
Tempo médio de subida: 40m
Altitude: 406m 

3) Mirante Barão de Juparanã
Distância aproximada da entrada: 983m
Tempo médio de subida: 30m
Altitude: 406m
Tem vista para o Distrito de Barão de Juparanã, da Igreja Nossa Senhora do Patrocínio e da antiga Estação Ferroviária. Também tem vista para a Serra da Concórdia e para o antigo palacete da Princesa Isabel. 

4) Cachoeira de Ipiabas
Localizada no Distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí. O acesso à Cachoeira é pela Estrada Dr. Novaes. 

5) Cachoeira de Bonsucesso
Localizada próximo à Embrapa Gado de Leite e à sede do parque em Valença. 



> Uaná Etê Jardim 

Imagem relacionada

Uaná Etê é um jardim ecológico de 135.000 m2, aberto à visitação, que possui atrações surpreendentes como o bosque de sinos, a árvore dos cristais, a árvore das infinitas possibilidades cheia de fitas de cetim para você enlaçar seus desejos, cinco gramados com vistas deslumbrantes, trilhas com placas de exercícios e meditação, teias entre árvores para descanso ou movimento, escalda pés, piscina de lama e chuveirões. Um local realmente único baseado em princípios de responsabilidade ambiental natureza e arte, rodeado pela mata atlântica. 

Seu nome significa “multidão de vagalumes”, o que pode ser visto com frequência ao entardecer na Região Vale do Café. 

Endereço: Rodovia RJ 121



> Alambique Fazenda União Carvalheira

Resultado de imagem para Alambique Fazenda União Carvalheira

Desde 1979, produz a cachaça União Carvalheira, que destila artesanalmente 60 mil litros por ano. O alambique possui oito tonéis de carvalho para armazenamento e envelhecimento da pinga, confeccionada com fermento de milho. Todo o bagaço da cana acumulado é aproveitado como combustível dentro do próprio engenho. Além da visita ao alambique é possível passear de trenzinho pela propriedade.

Endereço: Estrada Vassouras - Barra do Piraí



> Fazendas Históricas


O “Ciclo do Café” pode ser vivenciado nessa região, onde algumas sedes das fazendas cafeeiras podem ser visitadas. Muitas destas fazendas estão em perfeito estado de conservação. Algumas, inclusive, serviram de cenário para filmes e novelas de época. 

Em algumas das Fazendas é possível fazer apenas visitas sem se hospedar, ou saborear o almoço ou o café da tarde. Mas é preciso marcar com antecedência diretamente com as fazendas. 

Abaixo colocamos algumas dessas fazendas: 


1) Fazenda Cachoeira Grande


Resultado de imagem para fazenda cachoeira grande vassouras

Após ser restaurada pelos atuais proprietários, a fazenda abre suas portas à visitação para mostrar a história de Vassouras. Também existe um museu de carros antigos cuja visitação pode ser agendada com os proprietários.

Endereço: Rodovia RJ 127 Km 43
Telefone:(24) 2471-1264


2) Fazenda Santa Eufrásia 


Imagem relacionada

Construída por volta de 1830, a fazenda Santa Eufrásia é a única fazenda particular tombada pelo IPHAN no Vale do Café e é uma das construções históricas mais importantes da área. 

Seu acervo é composto por mobiliário e utensílios do século XIX autênticos. A casa sede da fazenda é circundada por um gramado e por vegetação exuberante, com árvores centenárias e um açúde, que compunha antigos terreiros de café.

Endereço: Rodovia BR-393 Km242, à 7km da entrada de Vassouras
Telefone: (24) 99994-9494 


3) Fazenda Mulungu Vermelho 

Resultado de imagem para fazenda mulungu vermelho

Reformada pelos novos proprietários em 1988 a Mulungu Vermelho, além de preservar as características históricas e sua beleza arquitetônica, agora conta com boa infraestrutura de hospedagem e lazer. 

Endereço: Estrada Aliança, 4446
Telefone: (24) 99829-3628


4) Fazenda São Luiz da Boa Sorte


Resultado de imagem para fazenda são luiz da boa sorte vassouras

Às margens da BR 393, a construção salta aos olhos dos passantes. Seu casarão branco com janelas azuis, e uma alameda de palmeiras à entrada marcam o apogeu do ciclo do café.

Recebe visitantes às instalações internas da fazenda, da capela onde, todo dia 25, é realizada uma missa aberta e também as instalações externas dos demais prédios.

Endereço: Rodovia BR-393 Km210
Telefone: 99298-7204


5) Fazenda Secretário


Imagem relacionada

É o melhor exemplo de solar rural cafeeiro em estilo neoclássico existente no Brasil. Localizada no Município de Vassouras, a propriedade chegou a possuir 500.000 pés de café e 366 escravos.

Endereço: Estrada Capim Angola, s.n
Telefone: (24) 2488-0150


6) Fazenda Ponte Alta


Resultado de imagem para fazenda ponte alta barra do piraí

Pertenceu ao Barão de Mambucaba. Nos anos de 1950 a Ponte Alta teve um papel especial de protagonista na política do interior fluminense, pois era ali que o então presidente Getúlio Vargas, amigo de Isabel Modesto Leal, neta e herdeira, consolida seu poder entre reflexões solitárias e concorridas churrascos políticos.

A Fazenda Ponte Alta também funciona como pousada.

Como lazer, há o passeio pela fazenda com um guia vestido a carater e dois saraus:

- Sarau Histórico:
Encenação de época onde é representado o cotidiano de uma família do século XIX com palestra sobre o Ciclo do Café desde a fundação da Fazenda Ponte Alta. A apresentação é finalizada com as danças do Império, Polca, Minueto e a Valsa. O Sarau Histórico acontece na capela localizada em nossa senzala.
Duração: 40 minutos.

- Sarau Gegê, um Sarau Musical
Sarau Getúlio Vargas "Gegê na Ponte Alta, um Sarau Musical" - O Sarau do Gegê é inspirado na década de 50. É também um sarau comemorativo, pois os últimos 5 aniversários de Getúlio Vargas foram comemorados na Fazenda Ponte Alta. Relembramos a época dos "Cantores do Rádio". A apresentação acontece como um programa de rádio sendo transmitido ao vivo, e o público poderá relembrar lindas canções, como também grandes nomes da nossa música, entre eles: Emilinha Borba, Angela Maria, Carmen Miranda, Orlando Silva, Nelson Gonçalves, Francisco Alves e tantos outros.
Duração: 1:20hs.

Eu estive nessa fazenda e posso dizer que tudo é maravilhoso, desde a comida deliciosa do café da manhã e do almoço até os saraus, que tem a participação do público nas danças. Foi um dia incrível que passei ali!

Endereço: Av. Silas Pereira da Mota, 880 - Parque Santana - Barra do Piraí
Telefone: (24) 2445 4800/2445 4955/2443 5159



Comentário Pessoal:

Esse livro me surpreendeu demais! A história fluiu tanto que não consegui parar de ler. Foi um reboliço de emoções: amei, odiei, sorri, chorei e aí amei outra vez, odiei outra vez e por aí foi até o final.

Amo história e esse livro foi pautado em fatores históricos do Vale do Café, numa época em que os abolicionistas lutavam pelo fim da escravidão e algumas das principais fazendas cafeeiras começavam a falir. A Chiara desenvolveu um romance recheado de cenas envolventes, com personagens principais fortes, Amaia e Montenegro, defensores dos seus princípios morais e que se digladiam o tempo todo, mas que não conseguem manter distância um do outro.

Quanto a cidade de Vassouras, já fui várias vezes e espero retornar outras tantas. É uma cidade linda, bem cuidada, com moradores simpáticos e receptivos. Quem tiver oportunidade, não deixe de passar um final de semana e aproveite para conhecer uma dessas fazendas. 

Espero que vocês gostem do livro, da matéria e de Vassouras. Aguardo seus comentários. 

Obrigada!




















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário. Te aguardo novamente.